Serviço Social

O curso de Serviço Social tem o objetivo de formar profissionais críticos em relação à realidade objeto de sua atuação, com adequada fundamentação ético-política, teórico-metodológica e técnico-operativa para atuarem e produzirem conhecimentos sobre os diferentes aspectos dessa mesma realidade, em defesa dos direitos sociais, políticos, humanos, trabalhistas, enfim, em defesa da cidadania.

O Assistente Social (profissional de Serviço Social, devidamente registrado no Conselho Regional da categoria), pauta suas ações pela efetivação e consolidação das políticas sociais, sendo também um dos atores junto aos organismos da sociedade civil. O profissional, atento às legislações, busca a garantia de direitos, conscientizando os cidadãos acerca dos mesmos, visando a melhoria de suas condições de vida, engajados e comprometidos com a mudança do quadro/realidade vigente, através da efetivação de políticas públicas.

O Serviço Social no Estado do Espírito Santo atua prestando serviços como técnicos, assessores, coordenadores, secretários nos níveis dos governos: FEDERAL (órgãos como o INSS – Previdência Social, UFES – atendimento à funcionários e alunos, IFES – atendimento à alunos; Hospital das Clínicas e outros); ESTADUAL, tanto no Poder Executivo como as Secretarias Estaduais como a de Saúde (Gerências, Hospitais, etc); de Justiça e Cidadania; de Trabalho e Assistência Social; de Educação; COHAB; e outras; quanto no Poder Judiciário como o Tribunal de Justiça, Ministério Público, Varas de Infância e Adolescência e outras; MUNICIPAL, nas Prefeituras (Secretarias de Saúde, Assistência Social, Habitação Educação, de Cidadania e Segurança e outras) (CRESS, 2013). Além disso, pode atuar também na Docência do Curso Superior de Serviço Social. De acordo com o CRESS (2013), nestes locais, o profissional:

Desenvolve atividades na abordagem direta da população que procura as instituições e o trabalho do profissional (entrevistas, atendimento de plantão social, visita domiciliar, orientações, encaminhamentos, reuniões, trabalho com indivíduos, famílias, grupos, comunidades, ações de educação e organização popular etc), como atua na pesquisa, administração, planejamento, supervisão, consultoria e gestão de políticas, programas e projetos na área social.
As ações dos profissionais de Serviço Social orientam-se pelo Código de Ética e pela Regulamentação do exercício profissional. Sua organização e suporte institucional se dão por meio do Conselho Federal de Serviço Social (âmbito nacional) e dos Conselhos Regionais (âmbito local), da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS) e da Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social (ENESSO).

Dados Gerais do Curso

Faculdade São Geraldo

  • Duração: 4 anos (8 períodos)
  • Vagas: 100 vagas
  • Turno: Noturno
  • Título: Bacharel
  • Portaria: Portaria de autorização nº 312 de 15/07/2016

Faculdade Integrada de Cariacica

  • Duração: 4 anos (8 períodos)
  • Vagas: 100 vagas
  • Turno: Noturno
  • Título: Bacharel
  • Portaria: Portaria de autorização nº 312 de 15/07/2016, publicada no D.O.U. em 18/07/2016
MensalidadeBolsas, Financiamentos e DescontosCorpo DocenteGrade Curricular

 

Agendamento de Visita

Conheça mais sobre o curso, visite toda nossa infraestrutura.

Agende aqui sua visita

Objetivos do Curso

O Curso de Serviço Social da Faculdade Capixaba de Nova Venécia forma assistentes sociais preparados para administrar, planejar e executar serviços sociais e programas institucionais, ampliando os espaços de participação e acesso dos cidadãos aos direitos e benefícios sociais.

A intervenção na questão social caracteriza a profissão do Serviço Social em Instituições Públicas, Organizações Não Governamentais e Instituições Privada e representa a instância que possibilita a articulação entre o conhecimento e a ação.

Diante do desenvolvimento industrial, da expansão do setor da construção civil, além da crescente especulação imobiliária, sabe-se que a concentração demográfica acompanhada da desigual distribuição da riqueza – própria do modelo de produção capitalista e alarmante no Brasil – tende a se aprofundar no município. Este movimento, que é oriundo da sociedade atual, acentua as expressões da questão social, o que implica em condição ainda mais precária de vida, de trabalho, de moradia, de acesso a toda materialidade necessária à sobrevivência humana.

Diferenciais do Curso

O grande diferencial do curso está essencialmente na sua formação, que permite compreender os processos sociais do modo como realmente ocorrem, identificando suas causas e consequências, formando profissionais com formação politizada, crítica e consciente, capazes de intervir nesta realidade promovendo efetivas transformações.

O estágio se constitui num instrumento fundamental na formação da análise crítica e da capacidade interventiva, propositiva e investigativa do (a) estudante (ABEPSS, 2010). Constitui momento ímpar no processo ensino-aprendizagem, pois se configura como elemento síntese na relação teoria/prática, na articulação entre pesquisa e intervenção profissional e que se consubstancia como exercício teórico-prático, mediante a inserção do aluno nos diferentes espaços ocupacionais das esferas públicas e privadas, com vistas à formação profissional, conhecimento da realidade institucional, problematização teórico-metodológica (CFESS, 2008).

Vale destacar que, como parte da política de atendimento aos estudantes, a Instituição desenvolve seguintes programas acadêmico-pedagógicos: Apoio à Participação em Eventos; Apoio Pedagógico; Acompanhamento Psicológico através do Núcleo de Atendimento Psicológico; Representação estudantil através do Diretório Central dos Estudantes – DCE; Programa de Nivelamento em Matemática; Monitoria; Apoio financeiro aos discentes através de diversos programas municipais, estaduais e federais ou política própria da IES. A Instituição também desenvolve atividades de apoio ao ensino com realização de Seminários, palestras, Workshops, visitas técnicas, rodas de discussão, fóruns, entre outros.

Áreas de atuação profissional

Áreas da saúde, assistência social, previdência social, nas quais o profissional desenvolve sua atuação por meio de atendimentos individualizados e familiares, trabalhos grupais e comunitá¬rios, visitas domiciliares e institucionais. A assistência social é um direito de todo cidadão e dever do Estado, garantido na Constituição Federal e regulamentado na Lei Orgânica de Assistência Social, sancionada em 1993. O exercício da profissão é fiscalizado pelo Conselho Federal de Serviço Social – CFESS, em nível nacional, e pelos Conselhos Regionais de Serviço Social – CRESS, em nível regional.

Perfil do Egresso

O perfil do egresso do curso de Serviço Social deverá ser o de alguém que adquiriu habilidades que o tornem competente. O perfil do bacharel em Serviço Social desta IES deverá ser:

Profissional que atua nas expressões da questão social, formulando e implementando propostas para seu enfrentamento, por meio de políticas sociais públicas, empresariais, de organizações da sociedade civil e movimentos sociais. Profissional dotado de formação intelectual e cultural generalista crítica, competente em sua área de desempenho, com capacidade de inserção criativa e propositiva, no conjunto das relações sociais e no mercado de trabalho. Profissional comprometido com os valores e princípios norteadores do Código de Ética do Assistente Social (ABEPSS/MEC, 1999, n.p.).

Ao desenvolver tais habilidades, acredita-se que o egresso terá em seu perfil a capacidade de:

  • Planejar, implantar, executar, gerenciar e avaliar as políticas sociais no setor público e privado, em organizações não-governamentais e em movimentos sociais populares: programas de saúde, no atendimento assistencial, nos programas de habitação, na previdência, na justiça, nas relações de trabalho, etc.
  • Elaborar, coordenar,executar e avaliar estudos, pesquisas, programas e projetos para instituições prestadoras de serviços sociais, clínicas de atendimento psicossocial, hospitais, postos de saúde, penitenciárias, albergues, escolas e institutos de pesquisa.
  • Assessorar, implantar e gerenciar programas sociais e assistenciais em Prefeituras Municipais, sobretudo em decorrência da descentralização e municipalização da assistência prevista na Lei Orgânica da Assistência Social, da instalação do Estatuto da Criança e do Adolescente e do Sistema Único de Saúde, entre outros programas.
  • Participar de estudos socioeconômicos para fins de benefícios e serviços sociais junto a órgãos públicos, empresas privadas e movimentos sociais.
  • Assessorar o poder judiciário realizando vistorias, perícias e laudos técnicos.
  • Exercer as funções de gerência, chefia, assessoria técnica e consultiva em Recursos Humanos.

Gostaria de mais informações sobre o curso ou ser informado da abertura de processo seletivo?

  • Exemplo de digitação: Telefone fixo: (0xx) xxxx-xxxx / Telefone celular: (xx9) xxxx-xxxx